Piadas de Sexo | As Melhores Piadas - As Melhores Piadas | Humor, comédia...

Ir para o conteúdo

Menu principal:

Piadas de Sexo | As Melhores Piadas


Assim que os pais
da moça foram dormir, o jovem casal de namorados começa a transar em pleno sofá da sala. Algum tempo depois, o velho, estranhando o silêncio, vai dar uma espiada. Ao ouvir os chinelos do velho se arrastando no corredor eles se recompõe depressa.
- O que está havendo? - pergunta o velho.
- Nada, não, seu João! Só estou mostrando minha afeição para sua filha!
- Tô vendo! Mas você não acha que a sua afeição é grande demais pra querer enfiá-la no rabo da garota?

O Mosquito
Era uma vez, 2 mosquitos, eles moravam de baixo da cama.
Um dia eles subiram na cama,e lá tinha uma mulher nua!
eles começarão a andar sobre a moça.
aí sobre o seio eles disseram:
-Ó que montanha!!!!
aí eles chegaram no umbigo e disseram:
-Que gruta!!!
Assim eles foram na perereca da mulher e disseram:
-Que matagal!!!
Assim eles foram para a bunda da mulher e disseram:
-Que caverna!!!
e um disse:
-Vou entrar para ver o que tem e você fica aí.
Quando ele saiu ele disse:
-De repente eu tava examinando quando chegou um careca, me imprensou na parede me molhou todo e você nem pra me ajudar!!!
e o outro disse:
-Como eu ia te ajudar se tinha 2 quilos de"saco"em cima de mim!!!

 
Uma mulher entrou na igreja para confessar-se com aquele padre muito sacana:
- Padre, o meu marido é um filho da p*ta!
- Não diga isso, minha filha! Afinal ele é o seu marido!
- Mas ele é um filho da p*ta mesmo, senhor padre! Veja só o que ele me aprontou.
Ontem, eu estava deitada no sofá vendo televisão ele chegou e colocou a mão na minha perna.
- Mas eu também estou colocando a mão na sua perna e não sou filho da p*ta!
- Depois, seu padre, ele levantou a minha saia.
- Eu também estou levantando a sua saia e não sou filho da p*ta!
- Mas, depois ele tirou a minha calcinha!
- Eu também estou tirando a sua calcinha e não sou filho da p*ta!
- Mas depois ele me comeu!
- Eu também estou te comendo e não sou filho da p*ta!
- Mas, padre, depois de me comer ele me disse que estava com AIDS!
- filho da p*ta!

 
O cego estava a um tempão sem "dar uma" e vivia pedindo:
- Arruma uma mulher pro ceguinho, arruma! Arruma uma mulher pro ceguinho!
Um amigo já de saco cheio, resolve dar uma força pro ceguinho e falou que vai arrumar uma mulher para ele. O ceguinho vai prá casa e fica e esperando. Logo batem na porta.
- Quem é?
- É a Sueli. Vim resolver seu problema.
O ceguinho todo entusiasmado abre a porta. A mulher senta-se na cama e ele diz:
- Como é que você está vestida, hein, hein, hein?
- Botinha de couro, vestido justo e uma blusinha de seda, e nada por baixo.
- Ahhh - suspira o ceguinho - É hoje! Tira a botinha, tira.
- Como é que você está agora?
- Descalça, deitada na cama!
- Ai meu Deus, é hoje. Tira a blusinha, tira. Como você está agora?
- De seios nus, só de sainha.
- Tira a saia. Tira a saia, pelo amor de Deus! E agora?
- Estou nua, deitada na cama, te esperando meu garanhão.
- Ai que é agora, meu Deus. Sueli... você já fez 69?
- Ainda não. Faço daqui a dois meses...

 
O amigo pega o outro no banheiro fazendo xixi sentado no vaso sanitário.
- Mas o que é isto, você sabe que homens fazem xixi em pé, o que houve com você?
- É que segunda passada sai com uma loira, 1,80m, seios fartos e uma bunda inacreditável, na hora H eu brochei. Na terça sai com uma morena, 19 anos, ninfetinha, carinha de criança, na hora H brochei. Na quarta foi com uma ruiva, brochei, na quinta com uma coroa maravilhosa brochei.
O amigo indignado lhe pergunta:
- Tudo bem, brochar faz parte, mas por que mijar sentado no vaso??
- É que depois de tudo isto você ainda acha que eu vou dar a mão para este filho da p*ta!!!

 
Mais ou menos 40 anos, executivo, bem apessoado, senta-se na poltrona do avião com destino a New York e, maravilha, depara-se com uma morena escultural sentada na poltrona junto à janela. Pernas cruzadas, perfeitas, saia curta deixando entrever um belíssimo par de coxas, seios no tamanho exato, empinados, lábios carnudos, mas sem volume demasiado, enfim, uma DEUSA...Decola a aeronave, céu de brigadeiro, uma vontade enorme de puxar conversa, mas a morena, impassível, lê um grosso volume com muita atenção. 15 minutos de voo e o cavalheiro não se contem:
- É a primeira vez que vai a New York?
Ela, gentil, com uma voz muito sensual, mas de certa forma reservada:
- Não, é uma viagem habitual...
Ele, agora animado:
- Trabalha com moda, por acaso...?
- Não, viajo em função de minhas pesquisas...
- Desculpe-me a curiosidade é escritora...?
- Não, sou sexóloga.
- Muito interessante e raro. Suas pesquisas dedicam-se, na sexologia, a quê, especificamente?
Ela, tranquila e sempre com a mesma voz de veludo:
- No momento, dedico-me a pesquisar as características do membro masculino, o que julgo ser um trabalho de fôlego e muito difícil.
- Nas suas pesquisas, a que conclusões já chegou?
- Bom, de todos os pesquisados, já concluí que os Índios, sem dúvida, são os portadores de membros com as dimensões mais avantajadas e, em contrapartida, os Árabes são os que permanecem mais tempo no coito, antes de entrarem em gozo; logo, são os que proporcionam mais prazer às suas parceiras. Além disso...
Oh! Me desculpe! Eu estou aqui falando sem parar e nem sei seu nome...
- Mohamed Pataxó, às suas ordens!

 
Uma velha e conhecida prostituta morreu.
Já  dentro do caixão, o joelho direito disse para o joelho esquerdo: Enfim, juntos.

 
De passagem por Tóquio, mesmo sem saber uma só palavra em japonês, o executivo brasileiro ainda assim conseguiu levar para o hotel uma garota que por sua vez, só falava japonês.
Na cama, o orgulho do nosso herói cresceu ainda mais, pois a garota não parou de exclamar: Machigai Ana! Durante a noite toda.
No dia seguinte, jogando golfe com um executivo local, quando este acertou um buraco de uma só tacada, o nosso patriarca resolveu surpreendê-lo com a expressão que havia aprendido:
- Machigai Ana! Machigai Ana!- berrou.
Ao que o industrial japonês retrucou, intrigado e em excelente inglês:
- Buraco errado, por quê?

 
Durante uma visita interplanetária de cortesia, um casal de marcianos sugeriu os seus anfitriões da Terra uma noite de troca de casais. Tudo acertado, a mulher da Terra foi para o quarto com o marciano e, no inicio, se decepcionou ao ver que o órgão sexual do seu parceiro tinha dimensões muito reduzidas. Mas logo o marciano começou a torcer a orelha direita e depois a orelha esquerda e seu órgão sexual foi aumentando de extensão e volume até atingir proporções realmente, extraterrestres.
Na manha seguinte, muito satisfeita, a mulher perguntou ao marido o que ele tinha achado da experiência dele.
- Não deu para fazer nada - lamentou-se ele. - A marciana é doida. Passou a noite inteira torcendo minhas orelhas.

 
O índio foi ao bordel e disse:
- Índio quer mulher, índio tem dinheiro.
A dona do bordel perguntou:
- Índio tem experiência, já fez antes?
O índio respondeu:
Índio primeira vez.
- Então índio vai pro mato procurar um buraco numa árvore e aprende como se faz e depois volta aqui. Disse a dona do bordel.
O índio foi no mato, encontrou uma árvore e fez o que a dona do bordel mandou.
Uma semana depois índio voltou ao bordel:
- Índio quer mulher, índio tem dinheiro, índio tem experiência.
A dona do bordel mandou o índio subir para um quarto que já tinha uma moça esperando por ele. O índio subiu, entrou no quarto e mandou a moça tirar a roupa e "ficar de quatro", depois pegou um pedaço de pau e começou a bater nas pernas da "menina". Ouvindo a gritaria a dona do bordel entrou no quarto e vendo a cena perguntou:
- Que índio está fazendo?
- Índio tá vendo se tem abelha ...

 
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal